Confraternização da equipe CEML 2014 18.12.2014
Confraternização da equipe CEML 2014
Confraternização da equipe CEML 2014  
 
CEML recebe Prêmio Quality em São Paulo 15.12.2014
CEML recebe Prêmio Quality em São Paulo
CEML recebe Prêmio Quality em São Paulo  
 
 
Usuário:
Senha:
   
 
14.04.2011
Tamanho da fonte: A- A+
 
PROJETO BULLYING: Redações sobre o Bullying
 
PROJETO BULLYING: Redações sobre o Bullying

Os alunos do Ensino Médio estão participando ativamente do “Projeto Bullying” que está sendo desenvolvido por todos os segmentos da escola.

Agora foi a vez do 3°EM mostrar que estão por dentro do assunto. Foi pedido um texto dissertativo na aula de Redação e, após a análise da professora, foram escolhidos os três melhores textos. Publicamos a seguir as redações selecionadas, para que você ,que é leitor e visitante assíduo do site do C.E.M.L.possa apreciá-los.

Boa leitura e parabéns aos autores dos textos!

 

 Texto 1: BULLING

 

 Aimée Teixeira dos Santos Meira

 

Na sociedade, a maioria das pessoas tem como costume a exclusão daquele que é considerado diferente dos demais. Assim, surge o bullying com suas diversas formas de manifestação. Apelidos, xingamentos e outras formas de ofensa caracterizam esse comportamento agressivo, marcado pelo isolamento da vítima frente àquele que se considera superior. Dessa forma, as desigualdades apenas tendem a aumentar, além da possível revolta daquele que sofre a ação.

O bullying é direcionado à pessoa que possui alguma característica marcante, como o peso excessivo ou a magreza, cor da pele, estatura física, cabelo, modo de assistir às aulas e de se vestir. Isso geralmente é praticado por aqueles que se consideram superiores aos demais, não dando valor ao próprio modo de pensar da outra pessoa, julgando-a por meros defeitos ou características. Dessa forma, surgem os apelidos e ofensas, motivados pelo simples prazer em humilhar os outros ou pela ausência de instrução familiar, dando margem à falta de bom-senso, solidariedade e igualdade.

A vítima, visivelmente, não se importa com a opressão sofrida. Porém, ela guarda na sua mente cada apelido e humilhação, causando, assim, distúrbios psicológicos como depressão ou desejo de vingança. Com isso, surgem as tentativas de atentados. Fatos assim aconteceram nos Estados Unidos, em que estudantes mataram vários alunos. O caso de bullying divulgado pela mídia recentemente ocorreu na Austrália, que mostra a vítima revidando os atos cometidos pelo agressor. Outra forma de perseguição que a vítima sofre se manifesta por meio da internet, em sites de relacionamento ou blogs. Assim, o cyberbullying atua difamando e ofendendo aqueles considerados inferiores.

O bullying é um problema que abala a estrutura social, criando um clima de tensão e desigualdade. Assim, torna-se necessário a criação de projetos nas escolas visando à igualdade e maior compreensão entre os alunos. Exemplos de projetos são as dinâmicas, palestras, trabalhos em grupos e depoimentos de pessoas que sofreram ou sofrem o bullying. Com isso, criar-se-á uma sociedade mais harmoniosa e igualitária para todas as pessoas.

 

Texto 2: BULLING - Má conduta

Gustavo do Vale

 

 Já se tornou um problema de grande escala essa questão do bullying, em que as vítimas e os agressores estão se desviando de metas as quais deveriam almejar. Isso não é mais uma brincadeira e sim, uma forma de violência que está sendo perceptível em locais onde o aprendizado e o companheirismo deveriam ser virtudes adotadas por todos.

 Tanto a violência física como mental afetam diretamente o psicológico, um espaço em que, se abertas feridas e não forem bem tratadas, facilmente se tornarão cicatrizes. Um incidente causado no passado que para alguns é insignificante, para aquele vitimado é uma dor insuportável. Como uma doença que se corrigida no inicio há cura, mas se demorar torna-se crônica, levando, muitas vezes, ao desespero.

 Como a cooperação da família é importante no desenvolvimento da criança, o diálogo deve estar sempre presente a fim de entender o seu comportamento. Algum país vê o bullying como algo normal ealguns, inocentemente, defendem seus filhos quando praticam esse ato hostil.

 A solução a ser tomada é simples. Basta atenção por parte da escola, mais especificamente de monitores escolares, da família que deve estar sempre atenta ao rendimento e humor da criança e também do aluno, procurando sempre uma maneira para que eles se abram diante de quaisquer problemas que venham acontecer no ambiente escolar.

 Família e escola têm que estar por dentro dos acontecimentos escolares para que saibam remediar a situação, ouvindo os dois lados da história para tentar descobrir o vilão, aplicando-lhe a justa punição mediante o acaso. A solução existe e chegar até ela é necessário.

 

 Texto 3: O BULLING é coisa séria 

  CAROLINA LIMA AMORIM.

 

O bullying é uma situação que se caracteriza por agressões verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por uma ou mais pessoas contra um determinado indivíduo. É uma das formas de violência que mais cresce no mundo e  pode ocorrer em qualquer contexto social, como escolas, universidades, famílias, vizinhança e locais de trabalho.

O que, à primeira vista, parece um simples e inofensivo apelido, pode muitas vezes afetar emocionalmente o alvo da ofensa. Com isso, a pessoa afetada, na maioria das ocorrências, são estudantes, baixa o rendimento escolar  e ocorre um possível isolamento. Esse tipo de trauma influencia no desenvolvimento da personalidade, pois o que para uns é uma brincadeira, para outros é um problema gravíssimo e irreversível, uma vez que cada pessoa tem uma forma diferente de encarar os fatos.  Outra preocupação constante é que, em agressões graves, em que a violência se torna insuportável, tomando proporções imensas, muitos jovens optam por soluções trágicas, como suicídio. As instituições escolares têm o dever de não deixar o bullying chegar a esse estágio. Deve haver uma intervenção por parte da direção e dos professores, conscientizando os jovens de que a discriminação, a opressão e a humilhação causam revoltas. Uma idéia interessante que pode ser adotada pelas escolas ou locais onde há um envolvimento com adolescentes, seria a prática de palestras, juntamente com vídeos que retratam o significado e a gravidade que o bullying traz para a sociedade.  

Portanto, esse fenômeno que ocorre no mundo todo não deve ser encarado como uma “pequena brincadeira”, pois ele pode provocar nas vítimas desde a diminuição da auto-estima até a morte.

 

 
+ informativos
 
   
 
Centro Educacional Monteiro Lobato © 2007-2014. Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: hd Soluções Internet
Centro Educacional Monteiro Lobato