XIV Feira de Ciências, Arte e Cultura do CEML 27.10.2014
XIV Feira de Ciências, Arte e Cultura do CEML
XIV Feira de Ciências, Arte e Cultura do CEML  
 
ANOS 60: Festa em homenagem ao dia do PROFESSOR 15.10.2014
ANOS 60: Festa em homenagem ao dia do PROFESSOR
ANOS 60: Festa em homenagem ao dia do PROFESSOR  
 
 
Usuário:
Senha:
   
 
14.04.2011
Tamanho da fonte: A- A+
 
PROJETO BULLYING: Redações sobre o Bullying
 
PROJETO BULLYING: Redações sobre o Bullying

Os alunos do Ensino Médio estão participando ativamente do “Projeto Bullying” que está sendo desenvolvido por todos os segmentos da escola.

Agora foi a vez do 3°EM mostrar que estão por dentro do assunto. Foi pedido um texto dissertativo na aula de Redação e, após a análise da professora, foram escolhidos os três melhores textos. Publicamos a seguir as redações selecionadas, para que você ,que é leitor e visitante assíduo do site do C.E.M.L.possa apreciá-los.

Boa leitura e parabéns aos autores dos textos!

 

 Texto 1: BULLING

 

 Aimée Teixeira dos Santos Meira

 

Na sociedade, a maioria das pessoas tem como costume a exclusão daquele que é considerado diferente dos demais. Assim, surge o bullying com suas diversas formas de manifestação. Apelidos, xingamentos e outras formas de ofensa caracterizam esse comportamento agressivo, marcado pelo isolamento da vítima frente àquele que se considera superior. Dessa forma, as desigualdades apenas tendem a aumentar, além da possível revolta daquele que sofre a ação.

O bullying é direcionado à pessoa que possui alguma característica marcante, como o peso excessivo ou a magreza, cor da pele, estatura física, cabelo, modo de assistir às aulas e de se vestir. Isso geralmente é praticado por aqueles que se consideram superiores aos demais, não dando valor ao próprio modo de pensar da outra pessoa, julgando-a por meros defeitos ou características. Dessa forma, surgem os apelidos e ofensas, motivados pelo simples prazer em humilhar os outros ou pela ausência de instrução familiar, dando margem à falta de bom-senso, solidariedade e igualdade.

A vítima, visivelmente, não se importa com a opressão sofrida. Porém, ela guarda na sua mente cada apelido e humilhação, causando, assim, distúrbios psicológicos como depressão ou desejo de vingança. Com isso, surgem as tentativas de atentados. Fatos assim aconteceram nos Estados Unidos, em que estudantes mataram vários alunos. O caso de bullying divulgado pela mídia recentemente ocorreu na Austrália, que mostra a vítima revidando os atos cometidos pelo agressor. Outra forma de perseguição que a vítima sofre se manifesta por meio da internet, em sites de relacionamento ou blogs. Assim, o cyberbullying atua difamando e ofendendo aqueles considerados inferiores.

O bullying é um problema que abala a estrutura social, criando um clima de tensão e desigualdade. Assim, torna-se necessário a criação de projetos nas escolas visando à igualdade e maior compreensão entre os alunos. Exemplos de projetos são as dinâmicas, palestras, trabalhos em grupos e depoimentos de pessoas que sofreram ou sofrem o bullying. Com isso, criar-se-á uma sociedade mais harmoniosa e igualitária para todas as pessoas.

 

Texto 2: BULLING - Má conduta

Gustavo do Vale

 

 Já se tornou um problema de grande escala essa questão do bullying, em que as vítimas e os agressores estão se desviando de metas as quais deveriam almejar. Isso não é mais uma brincadeira e sim, uma forma de violência que está sendo perceptível em locais onde o aprendizado e o companheirismo deveriam ser virtudes adotadas por todos.

 Tanto a violência física como mental afetam diretamente o psicológico, um espaço em que, se abertas feridas e não forem bem tratadas, facilmente se tornarão cicatrizes. Um incidente causado no passado que para alguns é insignificante, para aquele vitimado é uma dor insuportável. Como uma doença que se corrigida no inicio há cura, mas se demorar torna-se crônica, levando, muitas vezes, ao desespero.

 Como a cooperação da família é importante no desenvolvimento da criança, o diálogo deve estar sempre presente a fim de entender o seu comportamento. Algum país vê o bullying como algo normal ealguns, inocentemente, defendem seus filhos quando praticam esse ato hostil.

 A solução a ser tomada é simples. Basta atenção por parte da escola, mais especificamente de monitores escolares, da família que deve estar sempre atenta ao rendimento e humor da criança e também do aluno, procurando sempre uma maneira para que eles se abram diante de quaisquer problemas que venham acontecer no ambiente escolar.

 Família e escola têm que estar por dentro dos acontecimentos escolares para que saibam remediar a situação, ouvindo os dois lados da história para tentar descobrir o vilão, aplicando-lhe a justa punição mediante o acaso. A solução existe e chegar até ela é necessário.

 

 Texto 3: O BULLING é coisa séria 

  CAROLINA LIMA AMORIM.

 

O bullying é uma situação que se caracteriza por agressões verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por uma ou mais pessoas contra um determinado indivíduo. É uma das formas de violência que mais cresce no mundo e  pode ocorrer em qualquer contexto social, como escolas, universidades, famílias, vizinhança e locais de trabalho.

O que, à primeira vista, parece um simples e inofensivo apelido, pode muitas vezes afetar emocionalmente o alvo da ofensa. Com isso, a pessoa afetada, na maioria das ocorrências, são estudantes, baixa o rendimento escolar  e ocorre um possível isolamento. Esse tipo de trauma influencia no desenvolvimento da personalidade, pois o que para uns é uma brincadeira, para outros é um problema gravíssimo e irreversível, uma vez que cada pessoa tem uma forma diferente de encarar os fatos.  Outra preocupação constante é que, em agressões graves, em que a violência se torna insuportável, tomando proporções imensas, muitos jovens optam por soluções trágicas, como suicídio. As instituições escolares têm o dever de não deixar o bullying chegar a esse estágio. Deve haver uma intervenção por parte da direção e dos professores, conscientizando os jovens de que a discriminação, a opressão e a humilhação causam revoltas. Uma idéia interessante que pode ser adotada pelas escolas ou locais onde há um envolvimento com adolescentes, seria a prática de palestras, juntamente com vídeos que retratam o significado e a gravidade que o bullying traz para a sociedade.  

Portanto, esse fenômeno que ocorre no mundo todo não deve ser encarado como uma “pequena brincadeira”, pois ele pode provocar nas vítimas desde a diminuição da auto-estima até a morte.

 

 
+ informativos
 
   
 
Centro Educacional Monteiro Lobato © 2007-2014. Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: hd Soluções Internet
Centro Educacional Monteiro Lobato